O Blog da professora Sónia

Start here

Anúncios

Olá a todos os(as) alunos(as)que desejam aprofundar os seus conhecimentos!

O Blog da professora Sónia

Este blogue pretende ser um apoio ao trabalho realizado em aula. Com os documentos aqui publicados, os docentes poderão rever conteúdos e autoavaliar os seus conhecimentos. Bom trabalho!!!

No início de mais um ano letivo (2013 / 2014), não posso deixar de dirigir uma palavra especial aos que são, desde 1998, nesta casa, o objeto humano do meu trabalho: os meus alunos. Convosco, irei percorrer mais um trajeto que culminará numa porta aberta para mais um ano de avanço no vosso conhecimento científico, sem nunca esquecer que cada um de vocês é um indivíduo singular, cheio de potencialidades.
Deixo-vos algumas palavras finais, em forma de texto poético, daquele que é, para mim, o mestre das palavras.

Tenho Tanto Sentimento

Tenho tanto sentimento

Que é frequente persuadir-me
De que sou sentimental,
Mas reconheço, ao medir-me,
Que tudo isso é pensamento,
Que não senti afinal.

Temos, todos que vivemos,
Uma vida que…

View original post mais 58 palavras

Anúncios

Writing a story – shopping

Verbal Tenses

Simple Present or Present Continuous

Olá a todos os(as) alunos(as)que desejam aprofundar os seus conhecimentos!

Este blogue pretende ser um apoio ao trabalho realizado em aula. Com os documentos aqui publicados, os docentes poderão rever conteúdos e autoavaliar os seus conhecimentos. Bom trabalho!!!

No início de mais um ano letivo (2013 / 2014), não posso deixar de dirigir uma palavra especial aos que são, desde 1998, nesta casa, o objeto humano do meu trabalho: os meus alunos. Convosco, irei percorrer mais um trajeto que culminará numa porta aberta para mais um ano de avanço no vosso conhecimento científico, sem nunca esquecer que cada um de vocês é um indivíduo singular, cheio de potencialidades.
Deixo-vos algumas palavras finais, em forma de texto poético, daquele que é, para mim, o mestre das palavras.

Tenho Tanto Sentimento

Tenho tanto sentimento

Que é frequente persuadir-me
De que sou sentimental,
Mas reconheço, ao medir-me,
Que tudo isso é pensamento,
Que não senti afinal.

Temos, todos que vivemos,
Uma vida que é vivida
E outra vida que é pensada,
E a única vida que temos
É essa que é dividida
Entre a verdadeira e a errada.

Qual porém é a verdadeira
E qual errada, ninguém
Nos saberá explicar;
E vivemos de maneira
Que a vida que a gente tem
É a que tem que pensar.

Fernando Pessoa, in “Cancioneiro”

Bem-vindos